Skip to main content
Postos de saúde da capital já iniciaram vacinação contra a gripe

Postos de saúde da capital já iniciaram vacinação contra a gripe

O município de São Paulo começou no dia 10 de abril a 22ª campanha de vacinação contra Influenza. A vacina que está disponível nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) da capital protege contra três subtipos do vírus da gripe (H1N1, H3N2 e Influenza B) e é destinada aos grupos prioritários definidos pelo Ministério da Saúde, compostos por pessoas mais propensas a desenvolver complicações causadas pelo vírus influenza.

A campanha acontece anualmente, pois a proteção conferida pela vacinação é de aproximadamente um ano e a dose é oferecida nos meses que antecedem o inverno, quando a circulação do vírus é mais intensa. Em 2018, a cobertura entre os chamados grupos elegíveis foi de 81,5%. A meta é chegar a 90% de adesão.

A campanha de 2019 será realizada por etapas, assim como ocorreu em anos anteriores. De 10 a 19 de abril, a vacina será aplicada em gestantespuérperas (mulheres que deram a luz até 45 dias após o parto) e crianças de 6 meses até 5 anos, 11 meses e 29 dias de idade.

De 22 de abril até 31 de maio (data prevista para o término da ação), serão incluídos os demais grupos: trabalhadores da área de saúde, povos indígenas, pessoas com 60 anos ou mais de idade, pessoas com doenças crônicas e outras condições clínicas especiais, professores (escolas públicas e privadas), adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional. Durante todo o período da campanha, ocorrerá a atualização da caderneta de vacinação de crianças, gestantes e puérperas.

coordenadora do Programa Municipal de Imunizações (PMI), da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de São Paulo, Maria Lígia Nerger, explica que a vacina influenza é segura e que os rumores de que ela causa gripe não são verdadeiros.

“Há boatos de que a vacina provoca a gripe ao invés de preveni-la, mas essa informação é incorreta, já que a dose aplicada nas UBSs é composta por partículas de vírus morto, o que inviabiliza a contaminação. Uma parcela muito pequena da população vacinada pode apresentar febre baixa ou mal-estar alguns dias após receber a vacina, o que não contraindica a vacinação”, orienta a coordenadora.

Para se vacinar, é preciso levar documento de identificação e, se possível, a carteira de vacinação e cartão SUS até a unidade mais próxima. Os profissionais de saúde e educação precisam apresentar holerite ou crachá de identificação. Portadores de doenças crônicas e outras comorbidades devem levar a receita da medicação que faz uso com data dos últimos seis meses ou prescrição médica.

Para pessoas que já tiveram alergia grave em doses anteriores ou a algum componente da vacina, recomenda-se realizar avaliação médica criteriosa sobre risco-benefício da vacina antes da administração de uma nova dose. Pessoas com febre alta recomenda-se adiar a vacinação até a resolução do quadro.

Fonte: http://www.apcd.org.br/index.php/noticias/1407/em-foco/23-04-2019/postos-de-saude-da-capital-ja-iniciaram-vacinacao-contra-a-gripe

APCD Mogi das Cruzes alerta para câncer bucal

APCD Mogi das Cruzes alerta para câncer bucal

Maio Vermelho é o mês da luta contra a doença no Estado de São Paulo e pandemia reforça necessidade de cuidados com a saúde da boca

No mês dedicado à luta contra o câncer bucal no Estado de São Paulo, conhecido como Maio Vermelho, a Regional Mogi das Cruzes da Associação Paulista de Cirurgiões-Dentistas (APCD) faz um alerta sobre a doença, que registra 15 mil novos casos por ano e é desconhecida de grande parte da população. A prevenção e o diagnóstico precoce são as principais armas contra o câncer de boca e neste período de pandemia se faz ainda mais necessária a avaliação periódica no dentista.

O Brasil é o terceiro país em incidência do câncer bucal, que pode se manifestar na língua, lábios, bochechas, gengivas e céu da boca, entre outras regiões da cavidade oral. Fatores como alcoolismo e tabagismo estão entre as principais causas dos tumores na boca, mas focos de infecção, como cáries e falta de limpeza, também podem desencadear lesões malignas.

O presidente da APCD Mogi das Cruzes, Paulo Henrique Marques de Oliveira, alerta que infelizmente a maior parte dos casos de câncer bucal são identificados já em estágio avançado e isso se dá principalmente pela falta de hábito de consultas periódicas ao dentista.

“A maioria das pessoas ainda só vai ao dentista em caso de dor ou comprometimento estético, enquanto a saúde bucal vai muito além disso e interfere em todo o organismo. Assim como no médico, a ida ao dentista deve ocorrer pelo menos duas vezes ao ano e é fundamental para prevenir o câncer bucal e outras doenças”, explica.

A direção da APCD Mogi das Cruzes reforça o alerta ainda da importância da saúde bucal neste período de pandemia da Covid-19. Isso porque as pessoas que enfrentaram a doença sentem os sintomas por muitos meses depois de serem curadas. E alguns deles passam pela saúde bucal, como a perda de paladar e até mesmo a perda de dentes, que pode estar associada com a Covid.

Ainda não há evidências rigorosas de que a infecção possa levar à perda de dentes ou problemas relacionados, mas já existem relatos de pessoas que sofreram com esse sintoma. E especialistas também falam sobre um possível comprometimento nas gengivas.

Além disso, problemas dentários já existentes podem ser agravados pela Covid-19. Outros sintomas relacionados aos dentes são o escurecimento com uma cor acinzentada, dentes lascados ou ainda com sensibilidade.

“É preciso redobrar os cuidados, especialmente porque mais de 47% dos adultos com mais de 30 anos têm alguma forma de doença periodontal. Por isso, siga todos os cuidados preventivos da Covid-19 e cuide da saúde bucal”, conclui o presidente da APCD Mogi das Cruzes.

APCD de Araçatuba

APCD de Araçatuba

A APCD de Araçatuba é uma das regionais da APCD – Associação Paulista de Cirurgiões-Dentistas. São 89 regionais distribuídas por todo o estado de São Paulo.

Com sua sede localizada Santana na capital de São Paulo a APCD atende a mais de 40 mil associados. Com 105 anos de idade ocupa lugar de destaque no cenário da Odontologia mundial.

APCD de Araçatuba: Sobre Araçatuba

Araçatuba nasceu junto com a expansão cafeeira e hoje possui 193.828 habitantes. É localizada proximo a parte do Rio Tietê que é considerada limpa, é a primeira cidadde não ribeirinha do estado de São Paulo a captar água diretaemtne deste rio.

Araçatbua possui renda per capita de R$ 1,036,09 e é a segunda maior da região. Em 2015 seu potencial de consumo era de R$ 4,48 bilhões.

Fato interessante e importante de Araçatuba é que o esgoto do muncipio é 100% tratado antes de ser lançado nos cursos da água, preservando o rio Tietê limpo nessa região.

APCD de Araçatuba: Endereço e dados para Contato

Endereço: Rua Altino Arantes, 49 Jd. Dona Amélia – 16050-640 – Araçatuba – SP
Telefone: (18) 3301-5374 / Fax: (18) 3621-51594
Site: www.apcdaracatuba.com.br
Macrorregião: 3

Diretoria

Marcelo Coelho Goiato Presidente
Marco Aurélio de Lima Vidotti 1º Vice-presidente
Ovidio Zepponi Filho 2º Vice-presidente
Aimée Maria Guiotti Secretária-geral
Luiz Marcelo Ribeiro Villa Tesoureiro-geral

APCD de Araçatuba: Sobre a APCD

APCD – Associação Paulista de Cirurgiões-Dentistas, nasceu em 1º de abril de 1911 devido a necessidade de regulamentação da profissão do Cirurgiaõ-Dentista. Nesse período de luta para a regulamentação da profissão junto ao Congresso Estadual a entidade teve dois endereços no centro da cidade de São Paulo, um na Barão de Itapetininga e outro na rua São Bento.

Em 1940 a APCD criou o Conselho de Defesa da Classe, que estabeleceu um código de ética com o intuito de orientar os associados.

Desde sua fundação a APCD teve muitas conquistas e realizações, como participação efetiva na criação do Conselho Federal de Odontologia, a Escola de Aperfeiçoamento Profissional (EAP), o 1º Pronto-Socorro Odontológico gratuito para a população paulistana e a criação do Congresso Paulista de Odontologia. Porem em 2002, em especial, concretizou seu grande sonho após quase 15 anos de trabalho árduo, em fim é inaugurada a Nova Sede da Associação Paulista de Cirurgiões-Dentistas, o Edifício Prof. Dr. Raphael Baldacci Filho, com a presença do então presidente da República, Fernando Henrique Cardoso.

Como associar-se a APCD

Para associar-se à APCD e ter acesso a todos os benefícios é só acessar o site da APCD e preencher o formulário e anexar os documentos solicitados para que seja realizada análise na regional.

Além de preencher o formulário é necessário efetuar o pagamento da Taxa de Ingresso que varia de acordo com a sua categoria, o pagamento dessa taxa é realizado através de deposito bancário ou envio de cheque nominal à APCD em carta registrada A/C da Secretaria Social.

Mensalidades APCD

A. Taxas de Ingresso
Sócio Efetivo (mais de três anos de formado) R$ 62,20
Sócio Recém-Formado (até três anos de formado) R$ 37,05
Sócio Acadêmico (estudante) Isento
Sócio Estrangeiro (anuidade) U$ 200,00
Sócio Dependente Isento
Sócio TSB – Técnico em Saúde Bucal (anuidade) R$ 82,00
Sócio ASB – Auxiliar de Saúde Bucal (anuidade) R$ 42,00
Sócio TPD – Têcnico em prótese dentária (anuidade) R$ 258,00
B. Taxas de Reingresso com Desligamento por Demissão Concedida = Taxa de ingresso (A)
C. Taxas de Reingresso com Desligamento por falta de pagamento – Ressarcimento de 4 mensalidades (sem SRC) mais a taxa do mês corrente
Sócio Efetivo R$ 201,20 + 62,20 = R$ 263,40
Sócio Recém-Formado R$ 100,60 + 37,05 = R$ 137,65

Benefícios se associar-se a APCD

Agora que você já sabe como funciona a APCD, conheça alguns dos benefícios de associar-se a APCD:

  • APCD Prev – Plano de Previdência
  • Auxilio Funeral
  • Auxílio para os profissionais quanto à empregabilidade
  • Bilheteria.com
  • CIOSP – Congresso Internacional de Odontologia de São Paulo
  • Clube de Benefícios
  • Eventos científicos e congressos
  • Seguro de Perda de Renda
  • Turismo
  • Planos de Saúde com valores exclusivos

Planos de Saúde para Dentistas APCD

Você sabia que você Dentista associado a APCD pode ter um plano de saúde até 40% mais em conta que os planos individuais convencionais? A APCD negociou com as principais operadoras de planos de saúde um plano de saúde coletivo por adesão exclusivo para o Cirurgião-Dentista. Confira abaixo as Operadoras disponíveis:



Faça uma Cotação sem Compromisso


APCD faz triagem para tratamento odontológico

APCD faz triagem para tratamento odontológico

A Regional Mogi das Cruzes da Associação Paulista de Cirurgiões Dentistas (APCD-RMC) iniciou o processo de triagem para avaliação clínica de pacientes que receberão tratamento odontológico em 2021.

A partir de janeiro, as atividades serão feitas na sede da entidade mogiana, com o encaminhamento para as várias especialidades que a APCD atende. Moradores dos municípios de Arujá, Biritiba Mirim, Ferraz de Vasconcelos, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá, Salesópolis e Suzano podem passar pela triagem na APCD-RMC. O agendamento deve ser feito pelos telefones 4790-3969 e 4699-1805.

A APCD conta com atendimento em diversas áreas da odontologia e oferece tratamentos de gengivas, canal, implantes, restauração e prótese, entre outras especialidades.

“Todos os atendimentos são realizados por cirurgiões-dentistas formados, que estão fazendo a especialização nas áreas da odontologia. Os tratamentos têm parte dos custos subsidiados pela APCD, que é uma referência entre os profissionais”, explica Paulo Henrique Marques de Oliveira, presidente da APCD-RMC.

As avaliações clínicas são de suma importância para a saúde e visam prevenir e solucionar os problemas bucais. Após a triagem, os pacientes são direcionados para as clínicas na APCD para os tratamentos, que terão início a partir de fevereiro.

A APCD-RMC fica na Rua Delphino Alves Gregório, 50, no Bairro do Mogilar, em Mogi das Cruzes.